Sobre Caxias do Sul

Cidade de Caxias do Sul

Caxias do Sul é um município da Região Sul do Brasil, localizado no estado do Rio Grande do Sul. A cidade foi erguida onde o Planalto de Vacaria começa a se fragmentar em vários vales, sulcados por pequenos cursos de água, com o resultado de ter uma topografia bastante acidentada na sua parte sul. A área era habitada por índios desde tempos imemoriais, mas foi povoada pelo homem branco somente no final do século XIX, quando o governo do Império do Brasil decidiu colonizar a região com uma população europeia. Desta forma, milhares de imigrantes, em sua maioria italianos da região do Vêneto, mas com alguns integrantes de outras origens como alemães, franceses, espanhóis e polacos, cruzaram o mar e subiram a serra gaúcha, desbravando uma área ainda quase inteiramente virgem.

Depois de um início cheio de dificuldades e privações, os imigrantes conseguiram estabelecer uma próspera cidade, com uma economia baseada inicialmente na exploração de produtos agropecuários, com destaque para a uva e o vinho, cujo sucesso se mede na rápida expansão do comércio e da indústria na primeira metade do século XX. Ao mesmo tempo, as raízes rurais e étnicas da comunidade começaram a perder importância relativa no panorama econômico e cultural, à medida que a urbanização avançava, formava-se uma elite urbana ilustrada e a cidade se abria para uma maior integração com o resto do Brasil. Durante o primeiro governo de Getúlio Vargas houve uma séria crise entre os imigrantes e seus primeiros descendentes e o meio brasileiro, quando o nacionalismo foi enfatizado e as manifestações culturais e políticas de raiz étnica estrangeira foram severamente reprimidas. Depois da Segunda Guerra Mundial a situação foi apaziguada, e brasileiros e estrangeiros passaram a trabalhar concordes para o bem comum.

Desde então a cidade cresceu aceleradamente, multiplicando sua população, atingindo altos índices de desenvolvimento econômico e humano, e tornando sua economia uma das mais dinâmicas do Brasil, presente em muitos mercados internacionais. Também sua cultura se internacionalizou, dispondo de várias instituições de ensino superior gabaritadas e apresentando uma significativa vida artística e cultural em suas mais variadas manifestações, ao mesmo tempo em que passava a experimentar problemas típicos de cidades com alta taxa de crescimento, como a poluição, surgimento de favelas e aumento na criminalidade.

Economia

O PIB municipal está estimado em 9,8 bilhões de reais, e o PIB per capita em 2007 foi de 24,6 mil reais. No mesmo ano, nas finanças públicas, as receitas orçamentárias realizadas atingiram 694.582.143,80 reais, as despesas realizadas chegaram a 645.802.901,80 reais, com um superávit de 48.779.242,00 reais. A agropecuária responde somente por 1,70% do Valor Adicionado Bruto, cabendo à indústria 40,79% e aos serviços 57,51%. Em 2007 havia 30.068 empresas de todas as categorias econômicas em atividade. Em 2005 a cidade tinha uma População Economicamente Ativa (PEA) de cerca de 150 mil trabalhadores, mas destes somente 55% estavam no mercado formal. A indústria concentrava o maior contingente, com 58,61%, dois terços no setor metal-mecânico. No setor informal destacavam-se indústrias de fundo de quintal (malhas, alimentos, confecções) e serviços de baixo agregado tecnológico (reparos, domésticos, limpeza).

Em 2005 a cidade alcançou pelo sexto ano consecutivo o maior Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) do Rio Grande do Sul, com um índice de 0,844. Além de ser o de mais alto Idese desde 2000, foi o único município gaúcho que neste intervalo apresentou quatro dos índices dos componentes do Idese - educação, renda, saúde, saneamento e habitação - acima de 0,800. Nos últimos anos a economia caxiense vem apresentando um ótimo desempenho, e entre janeiro e julho de 2010 foram criados 10.779 novos empregos, batendo um recorde nacional.

No primeiro semestre de 2010 a economia local alcançou resultados equivalentes às estimativas para o ano todo do Brasil. O índice acumulado em 12 meses superou os 7% e, no semestre, chegou a 19%. Em junho o desempenho cresceu 20,8% na comparação com o mesmo mês do ano passado, e as expectativas são positivas para o ano que vem, embora possivelmente não em ritmo tão acelerado. Os destaques vão para a indústria, com aumento das horas trabalhadas, compras, vendas e massa salarial, e para o setor de serviços, que segue liderando os índices e acumula uma alta de 10,1% em 12 meses e de 13,4% no ano. Por outro lado, o comércio, ainda que crescendo, vem acumulando prejuízos. Porém, verificou-se redução dos níveis de inadimplência.

A Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul agrega mais de mil pessoas jurídicas de micro, pequeno, médio e grande portes que representam a indústria, o comércio e os serviços, sendo a maior associação de seu gênero do interior do estado. A administração pública também investe em uma multiplicidade de programas de fomento econômico, dentre eles os Programas de Economia Solidária, os Arranjos Produtivos Locais (APLs), as Associações de Recicladores, o Pólo da Informática, o Pólo da Moda, o Pólo Metal-mecânico, a Associação de Garantia de Crédito da Serra Gaúcha (AGC), a Instituição Comunitária de Crédito (ICC – Banco do Povo) e um sem número de projetos, convênios, programas e parcerias com as mais variadas entidades públicas e privadas.

Cultura

Mais preocupados em conquistar um melhor nível de vida, após um início de colonização cheio de sacrifícios e privações materiais através de uma economia basicamente agrícola num meio ambiente ainda em larga medida selvagem, e em manter uma coesão social que fortalecesse seu senso de identidade e valor próprio, os imigrantes conseguiram construir na serra gaúcha um município notavelmente próspero materialmente, mas as primeiras gerações não eram, com raras exceções, especialmente interessadas pela cultura e arte, salvo em seus aspectos mais ligados à religião, à ancestralidade e à família, formando-se comunidades com um perfil conservador e tradicional num universo cultural essencialmente pragmático e funcional, e dominado, como disse Tedesco, pelo "ethos do colono", do estrangeiro desenraizado.

Essa situação hoje é bem distinta, e Caxias do Sul tem uma cultura variada e cultiva as artes em suas várias manifestações. A Prefeitura Municipal mantém diretamente ou apóia de várias formas uma ampla gama de departamentos, programas, grupos e instituições culturais, entre eles a Casa de Cultura Percy Vargas de Abreu e Lima, que inclui o Teatro Municipal, a Biblioteca Pública e a Galeria Municipal de Arte, o Centro Cultural Henrique Ordovás Filho, unidades de teatro, dança, música, literatura e o Departamento de Arte e Cultura Popular, além de dinamizar diversos outros centros comunitários. A Prefeitura também participa com uma Lei de Incentivo à Cultura (o Fundoprocultura), e concede anualmente diversos prêmios e troféus em várias áreas culturais. Em 2006 650 mil reais foram gastos pelo poder público na área da cultura. Em 2008 recebeu o título de Capital Brasileira da Cultura.

Turismo

À parte a tradicional Festa da Uva, que tem fortes raízes folclóricas e atrai um público de cerca de um milhão de pessoas, o turismo na cidade de Caxias do Sul foi relativamente pouco explorado, mas nos últimos tempos está ocorrendo um crescimento na atenção a este setor. A Secretaria do Turismo lançou em 2010 o projeto Semana Municipal do Turismo, com programações e passeios para o público e debates entre especialistas. Além de roteiros já consolidados, como La Città, Caminhos da Colônia, Estrada do Imigrante e Ana Rech, onde o visitante conhece a história da cidade e dos imigrantes enquanto tem a oportunidade de saborear pratos tradicionais e apreciar paisagens características, em 2008 uma parceria entre a Prefeitura e o Sebrae/RS identificou outras regiões com potencial turístico, entre elas os distritos rurais de Fazenda Souza, Santa Lúcia do Piaí, Vila Cristina, Vila Oliva e Vila Seca, desvendando, segundo Josemari Pavan, possibilidades que nem mesmo a população local conhecia. A partir deste estudo surgiram novas propostas de dinamização do setor. A cidade recebeu em média, entre 2005 e 2008, 350 mil turistas/ano, e as projeções indicam um crescimento de 11% até dezembro de 2011.

Em 2007 havia cerca de vinte hotéis e 30 mil leitos, em estabelecimentos de todas as categorias, desde pousadas e hotéis-parque a casas tradicionais. Nos últimos anos vários hotéis mais antigos, fortemente ligados à história local, fecharam suas portas, como o Alfred Hotel e o Real Hotel, mas entraram no mercado outros de grande porte, como o Blue Tree Towers, o Norton Hotel e o Intercity Hotel, entre outros. Outras de suas atrações mais conhecidas são a Igreja de São Pelegrino, com uma grande e importante série de pinturas de Aldo Locatelli e notáveis portas em bronze lavradas por Augusto Murer; a réplica de um trecho do núcleo urbano original, construída no parque de exposições da Festa da Uva, o Monumento Nacional ao Imigrante, obra de Antonio Caringi, o Museu Ambiência Casa de Pedra, a Catedral e o Museu Municipal.

Para homenagear a comunidade de moradores desta maravilhosa cidade, o Encontra Rio Grande do Sul criou o Encontra Caxias do Sul .

Blog do Guia da Cidade de Caxias do Sul

Receba notícias por e-mail
Cadastre-se e receba notícias de Caxias do Sul por email
 

Limites - Cidades Vizinhas

São Marcos, Campestre da Serra, Monte Alegre dos Campos, Vale Real, Nova Petrópolis, Gramado, Canela, São Francisco de Paula, Flores da Cunha e Farroupilha.

Dados Principais sobre Caxias do Sul

Aniversário: 01 de Junho
Fundação : 1890
Gentílico: caxiense ou sul-caxiense
Area: 1 643,913 Km²
População 441 332 hab. (2011)
IDH 0,857 - elevado
Prefeitura Caxias do Sul

Brasão de Caxias do Sul
Brasão de Caxias do Sul

Bandeira de Caxias do Sul
Bandeira de Caxias do Sul

Vídeo sobre a cidade de Caxias do Sul
Veja mais vídeos sobre a Cidade de Caxias do Sul

Mapa de Caxias do Sul

 

Moradores ilustres de Caxias do Sul

   

  Tudo sobre o Encontra Rio Grande do Sul
Anuncie Aqui
Cadastre sua Empresa (grátis)
Fale Conosco


Termos do Serviço | Política de Privacidade